Cenas de Ações de Entreato V: Desgraça, Traição, Guerra e Loucura

Atualizado: Jan 26

"(...)Os sorrisos aqui punhais escondem. Quanto mais perto o sangue dos parentes, maior é a afinidade sanguinária. ( Macbeth II - I II . Shakespeare)"

Linha do tempo:

  1. Ato V (Sessão de Larp) https://www.galeria-ato5.riov5larp.com/

  2. Epílogo do Ato V: https://www.riov5larp.com/post/epilogo-ato-v

  3. Interlúdio V: https://www.riov5larp.com/post/interludiov


Desgraça

Meses se passaram e o Príncipe Don Guido partiu com seu Cappo Don Vitto para a Convenção de Chicago, deixando Delfim, o recém-proclamado Senescal ou melhor, como o Príncipe prefere, o Consigliere, para reger temporariamente em seu lugar a Cidade Livre e sua outra Cria, Donna Guillia, responsável junto com Delfim pelos seus negócios e pelo Centro de Tecnologia e monitoramento do Principado.


Os incêndios e as tempestades voltaram com força total, inclusive atos considerados terroristas pelas autoridades, misteriosas chuvas e deslizamentos localizados, todos os vampiros foram perseguidos e caçados pela Segunda Inquisição e alguns poucos foram dados como destruídos.


Além disso forças ocultas atacaram algumas influências dos cainitas, e sequestraram em grande parte as que ficaram sem "dono" nos últimos entreatos. A Mídia; Arquidiocese do Rio de Janeiro; Marinas da Baia de Guanabara e Iate Clube; Coligação: O RIO EM 1º LUGAR (MDB / PP / PSC / PTB / PSL / PPS / PTN / DEM / PSDC / PRTB / PHS / PMN / PTC / PRP / PSDB / PEN / PSD / SD); Sul América Seguros; Icatu Hartford; Itaú; Bradesco; BOPE, Garantia da Lei e da Ordem (GLO), Bateria de Comando de Serviços da Fortaleza de São José, Casas de Câmbio foram cooptadas por forças desconhecidas mas, principalmente, muitas e muitas Franquias (Milícias) foram tomadas das presas influentes dos vampiros, que passaram em muitos lugares a serem Narco-Milícias (junção com o Tráfico de drogas) sobre influência certa de seres sobrenaturais não revelados. Não se sabe muito mais do que isso pois houve um bloqueio sobre "fofocas" e informações de transações de Influências no entreato, apenas essas de alguma forma vazaram.

Por outro lado, aparentemente, nenhum Membro Aceito pela Camarilla foi destruído. O que ficou claro é que a união de Coteries (Círculos), alianças e influências movidas sob a égide da Torre e o individualismo, uma marca dos cainitas cariocas, é fatal para esse momento. E apesar das Harpias mundiais terem desacreditado o Domínio com seu decreto de Cidade Desgraçada, o Consigliere Delfim, usando de seus Status temporários e uma dose de coragem e paciência para enfrentar esse perigoso momento, conseguiu manter a Camarilla para seu Príncipe em sua ausência.


Delfim reuniu algumas pequenas cortes informais e pouco divulgadas entre os Membros nas ruínas do Hotel Glória e na Estação de Metrô da Carioca, onde ouviu alguns Cainitas procurando proteção e segurança da Torre, sempre ao lado da Cortesã Lady Isabelle e do Xerife Simon. Trabalhando sempre em grupo, continuaram a dar Status Temporários para agirem como Soldados do Principado: os Conselheiros Anciões General Meneses e Regente Viktor, os Magistrados Anciões Martino e Calamare, a Anciã Ártemis e os Neófitos Hector e Jorge. Estiveram também juntos o candidato a Novo Arauto e Harpia Chefe Ancião Recente Octavius, que se mudou de Brasília para o Rio, a nova Harpia Assistente Ancilla Clarisse e a Harpia em treinamento Bianca. Contaram também com o apoio do Clã da Lua na figura de Tape, que misteriosamente sempre descobria quando haveria uma corte e do Clã da Fé por Fernão e Clarisse, sempre sob o olhar atento de Hassam "Morte Súbita", um dos interventores apontados pela Justicar Parr do Clã da Lua.


O grupo selecionado por Don Vitto para fazer a segurança do Príncipe, entre eles os Ancillae Severiano e Acácio, durante sua ida para Chicago ficaram um pouco perdidos e quase não apareceram nos encontros. Nem sempre a equipe estava completa e nem sempre a corte tinham todos esses vampiros, (Meneses e Ártemis não conseguiram ir nos primeiros e Viktor se ausentou dos últimos para viajar para a Convenção de Praga etc) e muitas vezes a reunião era preciso ser interrompida 20 minutos após começar por conta dos Caçadores. Inclusive ainda não houve tempo de Delfim cumprir o prazo de 1 mês de Don Guido de apontar um novo Arauto em seu lugar. Alguns outros Membros, aliás, por conta da informalidade dos encontros, não foram ou mesmo não souberam de todos, a Camarilla Carioca ainda está tentando se comunicar na nova realidade analogica.


Os Cainitas se despedem de suas Máscaras mortais, abraçando em conjunto um plano de novas Identidades Alternativas para sobreviverem no Rio Noturno. A ação de influência de Bloqueio que foi imposto sobre transações de influências no entreato ajudou muito as ações de influências para conseguirem papéis legais ou falsificados para essas identidades. Algumas dessas Máscaras possuíam Fama e assim muitas delas viraram notícia:


Diversos ataques terroristas á figuras da Arte e Entretenimento, com ataques a produtoras de audiovisual, companhias de teatro, dança e centro culturais. A principal vítima desse terrorismo foi o famoso diretor teatral Muller, o que causou uma comoção nacional. A confirmação dos desaparecimentos misteriosos dos famosos no estado ou na cidade do Rio, possivelmente mortos em um desses ataques antes deles ganharem a grande mídia: o empresário de MMA Carcará, o vocalista Dennys de banda de Rock, a Artista Plástica e Mecenas Katrina (que acreditava-se estar morta há muitos anos), etc. etc. etc.


Outra questão foi o fim de quase todas as investigações e cerco da imprensa sensacionalista e youtubers de teoria da conspiração em cima de quase todos os notórios "Canibais do Rio" e dos documentários sobre Chefões da Máfia de Chicago do final dos anos 30 que estariam vivos até hoje na cidade. Apenas segue o cerco midiático sobre o "pálido devorador de cadáveres", que ainda persiste em danificar a Máscara.


Por outro lado o esquema de coleta de recursos ou serviços para o Fundo do Principado, édito do Conselho da Rosa Sombria, funcionou mais efetivamente neste momento. Quase todos os Cainitas em algum momento, no começo, meio ou final do entreato foram abordados pelo Xerife e/ou pelo Cappo e contribuíram de alguma forma. O Principado conseguiu uma receita gigantesca, aplicando no Centro de Tecnologia e Defesa, no grupo de elite mercenário mortal coordenado pelo Conselheiro General Meneses e para pagar os transportes Nosferatu por toda a cidade. No final, por questão de sistema, o Principado pode movimentar Recursos 5 mesmo depois de todos os gastos.


Contribuíram com dinheiro (1 Ponto de Recursos) :

Isabelle (150k), Delfim (1.5k), Fernão (150k), Cristiano (150k), Carpenter (17.5k), Muller (17.5k), Clarisse (150k), Meneses (80k), Marcos Silva (1.5k), Tape (1k), Calamare (1.5k), Bianca (1.5k), Jorge (17.5k), Kalixto (80k), Katrina (1.5k), Adão (1.5k), Comendador Zacarias (17.5k), Heleno (17.5k), Taggen (1k), Fabrício (1.5k)


Contribuíram com serviços para o Principado:

Vitto, Guillia, Simon, Hector, Martino, Rolf, Ártemis, Dennys, De Veronese, Severiano, Acácio, Viktor, Almiro, Isadora, Madame Celeste, Hassam, Valéria, CdM, Bárbara, Alcântara,, Ana Amélia, Octavius, João Coveiro.


Não foram encontrados para prestar contas: Sara e Isaura e os novos Caitiff Tolerados. O édito não prevê cobrança aos Cainitas não apresentados.


Traição

A cidade de Chicago, a mais importante cidade da Camarilla nos Estados Unidos da América, recebeu uma quantidade razoável de Primogênitos, Arcontes e Justicars na primeira Convenção da Torre na contemporaneidade. Incontáveis assuntos e pequenas decisões foram levantadas, mas de verdade tudo parecia se tornar um grande aperitivo para a Convenção de Praga. Entretanto, grande conchavos e novas diretrizes em tempos de conflitos foram tomadas nessa noite que irão ecoar pelo Mundo das Trevas para os Cainitas para sempre.

Assuntos polêmicos discutidos em Chicago:

  • A Camarilla deve deixar de ser aberta para quaisquer Cainita e se tornar uma Seita restrita aos que realmente jurarem as Tradições.

  • Aliás a Camarilla é uma Seita de hierarquia e senhorio, os Neófitos e Ancillae servem aos Anciões, e estes servem os seus Anciões. Em tempos em que Matusaléns e Antediluvianos acordaram e voltaram a entrar em torpor ou até foram destruídos, é necessário assumir essa verdade.

  • As manifestações e ordens religiosas e cultos á Matusaléns, antes escondidos mas nunca esquecidos, devem voltar a ser parte fundamental da sociedade cainita e dentro da Camarilla. Em tempos obscuros a fé deve ser parte fundamental da Seita.

  • Nenhum Membro deverá ter contato com Cainitas Não-Camarilla, e esses seriam todos considerados Anarquistas.

  • Aliás a Camarilla deve criar uma Segunda Máscara, para esconder-se não só dos Mortais, mas também dos Anarquistas e deixá-los à sua sorte contra a Segunda Inquisição, ainda que protegendo a Máscara e punindo aqueles que a quebrarem, sejam Aceitos ou não.

  • Deve ser função dos Principados incentivar que seus Membros, especialmente os mais novos, se organizem em Coteries (Círculos), para sua segurança e sobrevivência e destacar um Membro para tutelar, vigiar e garantir que esses grupos estejam de acordo com as Tradições e a Práxis local, para que não descambe para o Anarquismo.

  • Membros devem se comunicar das formas mais analógicas possíveis, por cartas ou pessoalmente. Qualquer forma de comunicação entre Membros por meios eletrônicos continua proibida.

  • Novas rodadas de conversas com o Clã dos Juízes evoluíram, mas também com outros Clãs sobreviventes dos últimos eventos do Mundo das Trevas, visto que o Clã da Besta se recusa a retornar para a Torre.

  • A Camarilla deve estreitar suas alianças também com a sua "Seita irmã" no Oriente Médio, os Ashirra, por conta da Guerra da Gehenna e da Demanda (The Beckoning) para garantir a Máscara e a sobrevivência dos Anciões no conflito (e as tumbas de seus anciões).

  • O Clã dos Reis devem ganhar supremos poderes sob a figura de um Imperator em caso de extrema necessidade.

Todos esses assuntos já vem sendo apontados, debatidos e afirmado nos últimos entreatos (ver publicações anteriores), porém eles agora estão em pleno debate na Convenção. Dessa vez não só o Clã dos Rebeldes, mas alguns membros de vários Clãs (inclusive dos próprio Clã da Ventrue) se revoltam contra tais propostas e sussurros nos elísios se tornam gritos e insurreições pontuais.


Poucos meses depois, a Convenção em Praga reuniu agora Anciões ainda mais antigos e do velho mundo, bem como autoridades e notoridades da Torre, muitas delas que precisaram de um grande esforço para se locomoverem de Chicago para lá. Representando o Novíssimo Principado da Cidade Livre do Rio de Janeiro estava o Conselheiro Primogênito Regente Viktor, mas também foi dito que o Conselheiro Cristiano teria ido sob sua antiga identidade Cainita, e que até Frei Diego, o caçado do Rio, estaria presente, ao lado de sua cria, o Príncipe de Milão. O evento, entretanto, foi um desastre total.

Guerra

Rumores e alguns reports ainda não concordam exatamente com o que aconteceu, mas o que parece que, bem no começo da entrada e proclamações dos Membros presentes, o Fundador do Clã dos Ventrue Hardestadt, possivelmente um dos Membros do Círculo Interno da Camarilla forte candidato ao cargo de Imperator da Torre, teria sido apresentado para alguns Arcontes e Justicars, e no momento que o famoso Arconte do Clã dos Rebeldes Theo Bell se ajoelhou, sacou uma arma explosiva e atirou a queima roupa no Fundador. A partir daí, nenhum relato pode ser considerado oficial. Alguns dizem que a Cria de Hardestadt, Jan Pieterzoon, também alvejada ou escapou, se os Arcontes, Primogênitos, Justicars e Círculo Interno lutaram contra o Rötschreck (o Medo Rubro, como é chamado o Frenesi de Medo pelo fogo) ou contra os Brujah presente ou mesmo entre si, quantas frentes haviam nessa batalha…

O que se sabe é que, a partir deste momento, os Brujah como um Clã, com importantes exceções principalmente entre os Anciões, saíram da Camarilla de forma violenta e avassaladora. Alguns antigos Anarquistas os acolheram em suas cidades, outros simplesmente se mantém em seus lares mas não filiados a Torre, outros se organizaram em locais afastados de Cainitas. Alguns poucos antigos Anarquistas chocados com a insurgência dos Brujah e com a belicosidade de seus atos se dispuseram a negociar sua entrada na Torre, enquanto que muitos Gangrel e alguns poucos Malkavianos "desacorrentados", Nosferatu "vermelhos", Toreador "abstratos", Tremere "Ipsissimus" e Ventrue "livres" viram a necessidade de abandonar a opressão e o discurso preocupante da Seita nos últimos anos. O Círculo Interno através dos Justicars e seus Arcontes começam então a viabilizar e passar para os Primogênitos e Príncipes algumas das idéias da Convenção de Chicago e a organizar o front de batalha contra a Seita dos Anarquistas. E os Cinco Clãs da Torre parecem agora mais unidos que nunca. Os Nosferatu começam a assumir uma postura mais combativa pela saída dos Brujah, os Malkavianos ganham mais proximidade dos Toreador e dos Ventrue como conselheiros e adivinhos, e todos protegem os deteriorados Tremere. Enquanto os sobreviventes da Segunda Inquisição que não são das duas Seitas estão sob fogo cruzado. Os Banu Haqim, Ministério e Hecata; os poucos Lasombra e Clã Ancestral (Cárpatos) que não foram para a Cruzada da Gehenna no Oriente Médio; bem como as pouquíssimas linhagens de sangue são vistos com desconfiança e precisam fazer alguma coisa para sobreviver. O Mundo das Trevas, para os Vampiros, entrou em estado de guerra generalizada!


Algumas cidades da América do Sul e especialmente do Brasil são tomadas de sobressalto por anarquistas, outras estabelecem conflitos ou acordos de paz. Já na Cidade Livre, apesar do duro discurso na Arena de Meneses do Príncipe Don Guido, ao replicar as palavras notórias do suposto Conclave de Gateway transcritas por um anarquista, se mostra mais uma vez como um refúgio hospitaleiro para os Cainitas nesse momento de conflito. Mesmo com os ataques da Segunda Inquisição, mesmo com os Kamakogari na parte verde da cidade (⅔ de seu território), mesmo com as misteriosas forças atacando as influências dos vampiros, ainda assim, o bem sucedido esquema de pequenas cortes com conversas com os cainitas não aceitos deu uma fama positiva para a metrópole do Carnaval Cainita.


As ações do Consigliere e a contenção de danos através do Centro de Defesa Tecnológico do Principado, bem como uma força humana de grupo de elite protegendo o perímetro dos encontros garantiu que as Harpias, mais preocupadas com o estado de guerra, tirassem o status de Desgraçado da Cidade.


Loucura

Don Guido finalmente retorna a cidade com um acordo com a Justicar Malkaviana que a intervenção irá auxiliar a sacrossantisidade do solo das Elísias e ele recebe um pedido do próprio Crítias, o Primogênito de Chicago e da "Justicar" Manuela, de salvaguardar os Membros do Clã dos Rebeldes que desejam permanecer na Torre (que começam a se autodeclarar como os Helenistas em vez de os Brujah) e pede que o Príncipe receba todos aqueles que queriam asilo e proteção dos Elísios cariocas. Por conta da ausência de corte formais e Elísias, os Brujah do Rio ainda não deram sua posição até o presente momento. Viktor e Cristiano só chegam de Praga praticamente no final do Entreato V, para o Epílogo V antes do Ato VI.


A Justicar Parr mantém a intervenção como descrito no decreto da Convenção de Chicago, mas com o aval que a Cidade Livre tem sido um porto seguro para este momento de guerra e pode ser, em seu Carnaval, tão logo a caçada insistente da Segunda Inquisição se amenizar e os conflitos internos e com a Conspiração Kamakogari e os misteriosos ataques às influências abandonadas e conquanto o Novo Principado mantenha seu incentivo a formação de Coteries, de proteção dos Elísios (inclusive da manutenção dos eventos agendados como Elísia) e das Tradições como sua prioridade máxima. O que a loucura de uma Justicar pode trazer para a cidade?


Mudanças no MET:

Com as mudanças do Cenário do Rio V5 Vampire LARP cada vez mais se aproximando do Metaplot da Quinta Edição do jogo de mesa Vampiro: A Máscara, algumas regras do sistema para LARPs Mind's Eye Theater sofrem alterações daqui em diante, são elas:

  • A Proibição de Status Menor (Número máximo de status temporário é 3) passa a valer de fato para todos os clãs que não são pilares da Camarilla, incluindo os Gangrel e agora os Brujah

  • Assim como todos os Clãs que não são Pilares da Camarilla em todas as cidades do mundo, mesmo sendo importantes, os Lasombra do Rio, por conta da reação da guerra, passam a ter Proibição Menor.

  • Enquanto não reforçarem sua lealdade a Torre como Helenistas, os Brujah do Rio estão com Proibição de Status Maior (Número máximo de status temporário é 1)

  • O Flaw Accused of Heresy (Defeito Acusado de Heresia) do Set Camarila não é mais válido.

  • O Merit Keeper of a Sacred Text (Qualidade Guardião do Texto Sagrado) do Set Sabbat passa a fazer parte do Set Camarilla e Anarch.

Outras virão em breve.


188 visualizações

© 2018 por Rio V5 LARP.  URL: www.riov5larp.com  |  E-mail: riov5larp@gmail.com  |

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco