Clãs - Toreador

TOREADOR CARIOCA

Por mais óbvio que pareça, os Toreador cariocas representam fiel e completamente suas vertentes comopolitas em todas as organizações, seitas, facções etc mas  especialmente os majoritariamente Camarilla conseguiram arquitetar na cidade um ambiente neutro e civilizado. E é neste ambiente que eles estendem seus sentidos, sensações e toque influentes por todo o mundo conhecido.

 

Conquanto sejam importantes em suas afiliações em outros lugares, algumas até mesmo antagonistas entre si, no Rio lidam com os piores inimigos dos seus ideais, interesses e lealdade como iguais em uma celebração sem fim. Santíssimas Eminências do Sabbat, Anciões da Camarilla, dos Ashirra e dos Independentes de Seitas usam o local como um santuário, longe dos grandes movimentos da Jyhad. Os Degenerados da Gulda Carioca são a elite da elite da elite dos Cainitas e Membros do Rio, convidando o Mundo das Trevas à experiências estéticas, artísticas e o influenciando em proporções inimagináveis.  Artesões, Impostores, pretendentes, amantes do conflito físico e estratégico como forma de expressão, escultores, musicos, atores, poetas, DJs, grafiteiros, artistas marciais, bailarinos, protetores dos humanos....  O Clã da Rosa porém foge completamente da visão estereotipada do que é um clã Camarilla poderoso de uma cidade. Eles caçam e aproveitam suas morte em vida pelas áreas mais vivas, marginalizadas, entre os excedentes, os boêmios, os frequentes nos bailes funk, nas rodas de samba, no baile charme de Madureira, as quadras barracões carnavalenses,  na noitada e paradas queer, entre os humildes, os supérfluos, os favelados, os suburbanos, os desprotegidos, os alternativos, os decadentes, os muito pobres, os excluídos e abandonados pela sociedade.  Tudo e todos que geram uma riquíssimas em experiências e sensações sinestésicas e sinérgicas na megalópole. 

 

Eles supervisionam todos esses com sua supremacia predatória. O universo carioca é amplo e riquíssimo demais e por isso acabam por deixar para os Lasombra e outros a elite, a alta roda  e o “hype”. A Guilda tinha como seu líder Mestre Afonso, Ex Príncipe do Rio, que a muito perdeu o interesse nas escaramuças de corte. Por sua capacidade mundialmente reconhecida de organizar as melhores festas a Zeladora do Elisio Dominique portando liderava Guilda até ter caído em desgraça após o sumiço da Nova Principe Ventrue. Além disso, um numero significativo de poderosos e atuantes Anciões antigos e recentes compõe a Guilda  como Menezes, Téo ( em torpor) Ignácia (desertora do Sabá), Cassandra ( estopim da rivalidade entre Meneses e Mestre Afonso) o Chefe das Harpias Saramago (recentemente desaparecido) e a pretende á Ancião Katrina. O Membro mais novo do clã nos Elisio é Jorge, estrela em ascensão da Torre de Marfim, e a Setita Amunet e o Caitiff Andrew pleiteiam serem aceitos como Toreador pelos mais velhos.

Sabe-se que o Conselheiro Ancião Toreador General Meneses chegou a cidade do Rio junto com a corte portuguesa e sempre teve muita influência desde então entre as decisões armamentistas em Portugal e na colônia no passado.

O Conselheiro e fiel defensor dos principados cariocas, protegeu e deu suporte e apoio a todos os príncipes aclamados por gerações até a atual Príncipe Dana. Ele exibe a paixão pela arte da guerra, da batalha e do conflito em todas as suas facetas, deliciando alguns de seus ouvintes com táticas de batalha que parecem ter saídas de lendas ou mitos antigos.

É conhecido por ter sido um dos principais responsáveis no passado pela aliança Lasombra-Toreador, unindo forças com Cristiano, ao qual tem grande respeito. No mundo mortal Meneses é no presente conhecido pelo apelido Carcará e atua como produtor de eventos de MMA, porém sabe-se também que tenha alguma influência militar, dizem, é mais influente ainda na política cainita.

Após a demanda das Harpias no último Baile de máscaras Toreador deu-se fim ao Principado de Dana e Meneses perdeu seu posto de Marechal após Cristiano perder uma Provação Symbel  para Don Guido, o herdeiro da práxis.

"Todos podem ver as táticas de minhas conquistas, mas ninguém consegue discernir a estratégia que geraram minhas vitórias.”

GENERAL MENESES

Status: Reconhecido, Confirmado, Estabelecido, Privilegiado e Nobre

Desaparecido. Foi o primeiro Mestre da Guilda carioca, e foi o primeiro Príncipe da facção Camarilla da Cidade Livre. Dizem que possuía aversão à essa época e se contentava a cada vez mais ficar longe dos Membros, preferindo ficar entre os humanos do que frequentar Elísios e bailes. Ele desenhava qualquer proximidade com a hipocrisia da elite carioca e favorecia os bailes, festas, boites e casas mais populares. Porém, a Camarilla tinha orgulho de sua presença nas Elísias, mesmo que decadentes, e seus escritos apaixonados sobre a Seita no passado são fonte constante de admiração e debate entre os Membros.  Após a queda da Zeladora Dominique, se viu obrigado a se reaproximar da Torre e proporcionou um Baile de Máscaras onde teria envolvido vários Membros em seus assuntos mundanos, além de realizar uma Provação Symbel a qual rendeu um Novo Príncipe da Torre. Teria desaparecido bem recentemente.

“Sou apenas um solitário nessa estrada da vida. Um amante das artes, louco e místico.”

MESTRE AFONSO

Status: Reconhecido, Confirmado, Estabelecido, Privilegiado, Nobre

Ausente. Exímia bailarina de diversos ritmos e estilos, além de uma das mais ativas vozes da Facção Moderada do Sabbat, Ignácia era uma Bispo (ou Episcopesa) dos Toreador Antitribu desde o começo do Carnaval Cainita e era Conselheira desde a formação da Cidade Livre. Com diversas críticas ao Código de Milão, sempre fora contra a imposição do Laço de Sangue pelos Anciões  mas nunca se motivou a participar ativamente em planos de destruição contra a Camarilla, a exemplo de sua facção. Aliada de Cardeal-Arcebispo Gratiano dos Lasombra, se considerava uma igual a cria dele, o Priscus Sebastião  e sempre fazia questão de demonstrar isto. Qual não foi a surpresa de todos quando Ignácia desertou do Sabbat e seguiu seus companheiros na mesma dança, deserdando a Espada de Caim e entrando no baile do Novo Principado. Passou alguns anos assim, até recentemente partir do Rio de Janeiro a Sebastião  para o Oriente Médio nos recentes eventos do Novo Principado.

"Mestre Kong (que você conhece como Confucius) costumava dizer: "Nunca dê uma espada a um homem que não saiba dançar." Eu acrescentaria, "ou uma mulher."... Ou uma Cainita... Ou a ninguém que não saiba se movimentar..."

IGNACIA

Status: Reconhecida, Confirmada, Estabelecida, Privilegiada, Nobre

Conhecido  no Meio mortal como Pedro Lope, este Recente Ancião Toreador era último Chanceler da Cidade Livre e o Primeiro Chefe das harpias do Novo Principado. Jornalista e Artista plástico renomado, tudo o que um Membro do Rio de Janeiro precisava saber estava em sua posse, quem você era nesta cidade pode depender se ele gostou ou não dos seus sapatos...

​Atualmente encontra-se desaparecido nos recentes eventos do Novo Principado.


"Se já está surpreso agora nem imagino quando chegar a melhor parte"

SARAMAGO

Status: Reconhecido, Confirmado, Estabelecido e Privilegiado

Era uma Anciã Toreador que se tornou a primeira e até a pouco tempo a única Zeladora (Guardiã) do Elísio do Rio. Conquanto Príncipes, Bispos, Conselheiros, Primogênitos etc. vem e vão, morrem ou retornam, Dominique ficava e celebrava. Ela era a alegria da festa e reputação de seus bailes, festivais e salons viaja por todo o globo. Foi a mestra da Guilda do Clã da Rosa carioca e se você nunca foi em uma de suas festas, você não conhece o melhor que o mundo cainita tinha para oferecer. Entrou em desgraça após o sumiço da Principe Dana dos Ventrue (Ato I). Deixou de ser Zeladora do Elísio do Rio e a Líder do Guilda do Clã da Rosa passando esse último titulo temporariamente para o General Menezes, Conselheiro Toreador.

Dominique queria muito voltar a ser o que era antes, mesmo com tantos alvos nas costas. Afinal de contas, a festa não poderia parar, mesmo em meio a desgraça. Dominique voltaria a seu posto com ajuda de Menezes e do Senescal Cristiano dos Lasombra, e tentaria mostrar que ninguém seria capaz de dominar ou de assegurar a segurança de tantos vampiros como ela, afinal de contas, nunca antes houveram tantos problemas nos Elísios de Dominique, mas após o sumiço da principe e ela realmente se queimou. Um boato de que poderia haver um traidor aumenta a cada dia, e a pressão de um novo Príncipe deveria assumir pode fazer com que aconteçam divergências de opiniões. A Elisia da volta de Dominique, o Baile de Máscaras dessa vez organizado por Mestre Afonso deixou diversos Cainita com os nervos a flor da pele. Surge Lou, o Carniçal que fora de Dana aparece e acaba por recusar o Clã Ventrue, dizendo apenas obedecer a Príncipe desaparecida.

Enquanto que a Zeladora estava atordoada com isso, o Senescal e o Conselheiro Ventrue Don Guido cria de Dana discutiam sobre quem ficaria com o C ou se o mesmo seria destruído. Foi nesse momento que o Carniçal acabou sumindo, ao que parece raptado pelo próprio Lasombra Cardeal Arcebispo Gratiano sendo conveniente para a aliança Lasombra-Toreador. No fim, Dominique conseguiu  até se sair bem, ajudando com problemas de mídia sobre o Cemitério do Cajú (território do Samedi João Coveiro). Embora tenha ganhando o status vulgar no final da noite, não houve um problema maior. Dominique não sabia onde está o Carniçal Lou e temia que ele seja feito lacaio ou mesmo abraçada pelo Lasombra Gratiano, assim ninguém mais poderá declara-lo como propriedade. Ela acreditava que Lou poderia ser uma pista para descobrir o paradeiro de Dana.

Atualmente encontra-se desaparecida nos recentes eventos do Novo Principado.

DOMINIQUE

Status: Reconhecida, Confirmada, Estabelecida, Privilegiada, Executora e Guardiã

O atual curador do MAM, fez parte do rebanho da antiga Zeladora do Elísio Dominique por alguns anos. Depois se tornou seu carniçal e por fim  foi abraçado a poucos anos atrás, numa das festas mais animadas que Dominique já deu para os Membros da Família. De postura agradável e simpática, leva muito jeito tanto com pessoas, quanto com os negócios no mundo das artes. Era até a poucas noites coqueluche do Clã da Rosa e da Torre Carioca até virar notícia antiga.

Após o desaparecimento da Principe Dana ( e a notoriedade de sua Senhora) recolheu-se em seus afazeres mortais, sumindo de cena e da sua frequência assídua ás Elísias . Dominique nunca escondeu que o criou e o treinou para ser seu Zelador Assistente e para que se tornasse uma das Harpias do Novo Principado. Com seu desaparecimento não se sabia de fato o que acontecera com ele . Reapareceu á primeira corte do Novíssimo Príncipe Guido, tomando pra si a responsabilidade dos Domínios de sua Senhora.

JORGE SANTANA

Status: Reconhecido, Leal

Anciã Recente, a inspirada atriz já foi motivo de confronto e rivalidade entre os mais altos Membros da Guilda Toreador. Atualmente Cassandra parece se divertir no Elísio a revelia de seus afetos imortais e apenas com o Vitae roubado dos humanos, no frenesi da noite carioca, a procura do que em vida lhe dava luz e conforto. Seus monólogos em Salons e Bailes já foram a sensação do Elísio, que esperavam as vezes anos por suas novas performances, mas há muito tempo não tem a inspiração de atuar para os Membros…

CASSANDRA

Status: Reconhecida, Confirmada, Estabelecida, Privilegiada

Atual Secretária do Clã da Rosa. Katrina é uma misteriosa Neófita pretendente a Ancilla, conhecida por suas pinturas e apreciação por obras de artes plásticas que chegou no Rio na década de 80.

Era raro que ela aparecesse em bailes e Conselhos mas, quando o fazia, parecia estar mais interessada em travar contato artísticos e retratar o ar do ambiente do que participar das questões políticas. Seu recente interesse nas altas rodas foi visto como "mais uma Toreador que enjoou de seu brinquedo velho".

Outras olham com certa desconfiança, achando que por trás dessa fachada, exista uma louca por poder que talvez jogue novos dados a um jogo já complicado, já outros não dão tanto crédito para sua figura excêntrica.

Recentemente foi convocada pela Conselheira Ignácia através de Mestre Afonso como Secretária do Clã. Ela representa os interesses de Ignácia, Téo e, no último Conselho, até do desaparecido Afonso.

"Espere um pouco, fique em silêncio! Não vê que eu estou criando?"

KATRINA

Status: Reconhecida, Confirmada, Estabelecida, (Status Nobre quando exercendo este cargo na ausência de qualquer um destes Conselheiros.)

Esse Neófito europeu chegou recentemente de Berlim e foi indicado para ficar na cidade pela Conselheira Ignacia. A Guilda está bastante curiosa para conhecê-lo e saber suas vocações artísticas e sensibilidades. Com a partida de Ignácia ficou um tanto perdido na cidade.

BUENO

Status: Reconhecido

Isadora é cria do Conselheiro Téo e encarregada do corpo em torpor de seu senhor. Pouco se sabe dela além de ser uma Neófita reconhecida do Clã da Rosa e uma empresária de artes e marcha moderna de artistas underground

ISADORA

Status: Reconhecida

Heleno José Aranha é um jornalista, boêmio, sambista, capoeirista, umbandista e um Griot.
Segundo dizem, teria recebido o seu abraço da própria Ignácia, por uma cria dela, nos anos 1980, quando ela ainda era membro do Sabá.


Teria saído do Rio  pouco depois de ter entrado pra Camarilla com sua grã senhora, a fim de conhecer mais sobre sua linhagem. Não se sabe ainda seu paradeiro até agora...

"Você quer ajuda? Está bem. Deixem eu contar uma história, que anansi me contou. ‘Era uma vez um homem que se ferrou.’ Que tal essa história?"

HELENO JOSÉ ARANHA

Status: Reconhecido

Em Torpor. Dúbio, ambíguo e inescrutável. Ninguém ou poucos sabem quando ou como Téo chegou ao Rio de Janeiro.

Dizem que foi uma das figuras mais marcantes do Conselho através das décadas. Dizem que Téo jogava seu próprio jogo. De alguma forma, caminhou com a Cidade Livre mesclando-se a ela, ora com atuações decisivas e coerentes, ora com posições incompreensíveis, beirando o caótico. Talvez por isso seja o extrato mais exemplar do que é o Clã da Rosa Carioca.

Dizem também que muitas vezes seus companheiros de Conselho desejaram mais sua ausência do que sua presença nas votações. Apesar de ocupar uma das cadeiras dos Conselheiros na nova configuração política da cidade, já há alguns anos que Téo não se apresentava com grandes entusiasmos às tarefas políticas vampíricas, se aproximando mais e mais dos interesses do mundo mortal, elegendo seus preferidos, belos e perfeitos defensores de causas dos direitos humanos e das pautas de emancipação das minorias.

Dizem que os prediletos de Téo têm sofrido. Dizem que Téo não estava nada feliz com isso. E dizem que não há como saber o que esperar disso.
Dizem, por fim, que o mar terá ressaca, das grandes.

​Atualmente encontra-se em torpor e suas influencias e territórios encontravam-se sob a supervisão de Mestre Afonso, enquanto que seu corpo é velado e protegido por sua Cria Isadora.

TÉO

Status: Reconhecida, Confirmada, Estabelecida, Privilegiada, Nobre

© 2018 por Rio V5 LARP.  URL: www.riov5larp.com  |  E-mail: riov5larp@gmail.com  |

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco