Clãs - Hecata (Giovanni)

OS GIOVANNI NA CIDADE LIVRE

As duas últimas décadas foram bem tortuosas e exterminadoras para o Clã da Morte. Pelo mundo relatos de grandes desaparecimentos, batalhas e abduções que os levaram a quase extinção, muitas tradições antigas,  Premascine, linhagens exóticas e até antagônicas começaram a se coligar numa nova formação do clã sobre uma nova práxis...


Já no Novo Principado da Cidade Livre do Rio Noturno uma facção bastante heterodoxa da Famiglia Giovanni ligada ao controverso necromântico Ambrogino segue irredutível...

É responsável por gerir a relação da família Giovanni carioca com os outros clãs. Um negociante duro, mas que cumpre sua palavra, buscando negociações amistosas com muitos membros da Camarilla. Parece ter a informação essencial para mudar o rumo de qualquer disputa negocial, tendo sempre uma proposta irrecusável na manga. É muito criticado por seus métodos pouco ortodoxos; mas acredita que a demonstração de força é essencial para a condução de uma negociação. Acha que chantagem, espionagem e coação são métodos válidos. Costuma ser frio mas se irrita com facilidade, principalmente com deboche.

"Bela piada. Vamos ver como ela soa quando sua língua estiver pendurada pelo pescoço!"

MARTINO GIOVANNI

Status: Tolerado, Lembrado

O Ancilla Necromante  sempre fora, para maioria dos Cainitas Cairiocas, um Membro menos social e mais frio, calado e distante. Entretanto, recentemente teve sua voz ouvida no Elisio. Ele trouxe a insatisfação dos Independentes e Membros em geral com os rumos que o Principado havia tomado desde o sumiço da Príncipe Dana e agora tem que lidar com o convite do Novo Príncipe Dom Guido para ocupar a vaga de Xerife da cidade.

"Não estou preocupado com a vida ou com a morte, apenas com o que vem depois dela"

SIMON GIOVANNI

Status: Reconhecido, Confirmado, Executor e Privilegiado

Era um Jovem administrador dos negócios Giovanni, cuidava da administração diurna dos setores controlados pelo seu avô Martino e de empresas do seu interesse próprio. Possuía grande habilidade com negociações e traz grandes inovações para os serviços controlados pela Famiglia Giovanni, também possuia um grande interesse pela tecnologia e era capaz de utiliza-la com bastante eficácia. Hector era inteligente e manipulador, buscava ser bem prestativo e cumpria seus tratos com um certo fanatismo pela justiça e sinceridade. Tinha orgulho da sua posição e uma grande lealdade a Famiglia, apesar ter sido um Carniçal (Ghoul), se considerava um Giovanni independente de ser Abraçado ou não.

Só que as circunstâncias se seu recente Abraço ainda não foram oficialmente esclarecidas..

HECTOR GIOVANNI

Status: Tolerado

Essa reclusa e sábia mística afrodescendente quase nunca é vista pelos demais Membros. De fato, quase nada se sabe nos elísios sobre ela, a não ser que, quando a situação nenhuma outra força ocultista sabe lidar cokm algum problema é a ela que, no fim, todos recorrem. Por algum favor no passado para a Príncipe ela ganhou o direito de Abraço, o que aparentemente não  exerceu até agora...

ISAURA GHIBERTI GIOVANNI

Status: Tolerada, Lembrada

SPC - João Coveiro é um Samedi e, como esperado,  um Vampiro recluso, desconfiado e antissocial. O que esperar de um cadáver ambulante fétido, podre e bebedor de sangue?

Diz ser ancião e não se sabe ao certo ha quanto tempo ele chegou ao Rio, que foi a Príncipe Ventrue Dana que garantiu o reconhecimento de seu território, o Cemitério do Caju, decretando para toda a Camarilla ser um território proibido. e seu status de Tolerado perante a Camarilla.
João nunca fora antes as Elísias, não se sabe se socializava com outros Membros. Existem boatos que João Coveiro tem certo poder político na Jyhad Cainita pela sua proximidade com o próprio Barão Samedi, mas são apenas boatos.

O que verdadeiramente se sabe são as histórias horripilantes de fantasmas e outras coisas estranhas acontecerem com as Lacaios dos Membros (e com eles próprios) que tentam entrar  á noite no Cemitério do Caju, e é famosa a agressividade com que João exige que outros fiquem longe do seu território.

Os motivos pelos quais a Príncipe deu a João tanta privacidade desapareceram junto com ela e, pelo jeito, se depender deste Cadáver, o cemitério do Caju vai continuar sendo um território proibido.

“Sou o tipo do cara que você não quer conhecer, garanto que não. Mas, encontrei a paz no meu cemitério. Portanto não venha ao cemitério do Cajú, senão você pode acabar realmente me conhecendo...”

JOÃO COVEIRO

Status: Tolerado

© 2018 por Rio V5 LARP.  URL: www.riov5larp.com  |  E-mail: riov5larp@gmail.com  |

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco