• Rio Larp

Interlúdio V

Atualizado: Fev 14




Logo após o Epílogo V, o Interlúdio V precede a primeira parte do Entreato V.


Alguns textos abaixo não são públicos, mas apenas um complemento da ambientação, outros são explicitamente públicos para Vampiros do Rio, de alguma forma...

Carta escrita em uma suíte presidencial do Four Seasons Hotel, Damasco

25 de setembro de 2019


Meus amados Membros, Cainitas, Vampyrs,


Escrevo de muito longe, sem saber se essa carta chegará, na vã expectativa que essas palavras possam alcançar o coração de todos vocês e os aquecê-los com um pouco de esperança. Essa carta deve ser repassada pelas Harpias para todos os cainitas do Rio.


Estou bem, mesmo que minha despedida não tenha sido de certa forma cortez, sai com um coração aflito pensando que deixei muitas coisas por fazer e deixei muito de vocês desprotegidos, ou como diria no bom carioquês "na mão".


Uma aura de trevas sobre a nossa cidade paira, não de hoje, e ela tenta tirar o nossa convicção e nosso foco sobre os problemas reais do que estão acontecendo ao redor do mundo. Hoje, mais do que nunca, é necessário que tudo o que foi conversado na Convenção dos Espinhos seja colocado em pauta e em prática. A nossa lei mais sagrada deve ser mantida e deve ser melhorada nas próximas Convenções, ou então não veremos mais nenhum nascer de uma nova era.


Não sei o que acontecerá comigo aqui, não sei se por algum acaso conseguirei voltar com minha pós-vida para as terras da minha amada cidade livre de São Sebastião. Desejo com toda certeza sentir o calor desta terra mais uma vez, desejo poder sentir o calor de vocês mais uma vez e desejo principalmente ajudar vocês com seus problemas. Esse não é o momento de divisão, esse é o momento de união onde todos vocês devem agir como um único corpo. São Membros que trabalham independente mas que o fazem para o funcionamento de uma única máquina, cada qual na sua função, respeitando sempre o espaço do outro.


Os Matusaléns ficam sozinhos. Os Anciões ficam a parte. Mas os mais novos ficam juntos!


Apenas juntos vocês irão sobreviver ao que está por vir! Se cada um dos Neófitos e Ancillae souberem daí tirar uma lição, é que nosso sistema celular de Coteries (ou Círculos) é o que garante a sobrevivência de nossa espécie. E, como está no nosso sagrado livro, "Quando a Cruz tiver uma ponta afiada, escondam-se".


Diretamente do front,

Mestre Afonso


PS: Ouçam: Será necessário uma Máscara sobre a Máscara…

Discurso de uma nova Priscus Sabá, após uma Vaulderie, na abertura de um Festim de Guerra, próxima a uma Base Militar Estadunidense, Bagdá

14 de outubro de 2019


- Esta é a Guerra da Gehenna. A última Cruzada. Aqui estão as tumbas dos Anciões dos Anciões, as crias proibidas dos Antediluvianos que nosso Pai Sombrio proibiu serem criadas. Aqui estão os inimigos da Espada de Caim. E será aqui que iremos festejar. Esta noite iremos atrás de um sangue poderoso que está cercado por diversos mortais munidos de granadas de fósforo, lanças chamas e toda a sorte de armas para nos destruírem. Invadiremos e tomaremos o que é nosso por dever e direito. Eles destruíram nossos irmãs e irmãos, destruíram nossos líderes e destruíram nossos amados. Basta. Esta noite será a nossa Dança da Vingança. Preparem-se, pois iremos dançar até a morte-final, se preciso. Modius, o terrível, sentirá as garras e presas da valsa da vendetta. Está aberto seu Festim de Guerra. Louvado seja Caim!



Carta lida por Ephraim para seu Senhor no Portão de Jafá, Jerusalém

16 de Novembro de 2019


Kothar dos Bay't Mutasharid,


Escrevo estas linhas na esperança de encontrá-lo em boas condições. Foi muito difícil conseguir uma forma de lhe enviar esta mensagem, mas os seus parentes Nosferatu da Cidade Livre parecem ter conseguido um endereço para o qual eu deveria enviar esta carta. Venho lhe anunciar gravemente que estou retornando para nossa terra.


Tenho absoluta confiança que irei encontrá-lo, meu velho amigo, em seu estado mais profundo de graça e certeza. Por muito tempo fingi não ser desta terra, me entreguei as delícias e ao epicurismo helênico e me reinventei, cercada por minhas flores e meninas, pelos meus cultistas e lacaios. Mas, ouço o chamado dos antigos. Não sei ainda se ficarei, o chamado não está claro, apenas sei que devo ir para o leste.


Agradeço muito as informações certeiras sobre a destruição no século XVI de Ibn Musafir. Seria muito desagradável encontrar um desafeto nesta minha nova peregrinação, mesmo que, por conta dos séculos, eu tenha aprendido a lidar melhor com meus rivais e inimigos. Se é que você me entende.


Seguem portanto, como pagamento desta antiga dívida, todas as informações que sei sobre o Jaguar Rival que atormenta essas terras das quais me despeço. Não faço idéia do motivo pelo qual você se interesse por alguém como ele, mas um trato é um trato. Seguem também outras informações sobre os Cainitas daqui. Espero que sirvam bem aos seus aliados da Torre ou dos Ashirra, ou quem quer que você esteja negociando nestas noites, como está sugerido na cópia do Diário da Jyhad de Beckett que adquiri recentemente. Conto com sua ajuda e saberei pagar de acordo pela sua proteção contra os Banu Haqim que estão em estado de guerra com o meu Ministério.


Sua amiga, eternamente,

Shahara Al-Raswha (Sara)

Diálogo na Suíte presidential do Four Seasons Hotel, Damasco

1 de dezembro de 2019


- … Proteção nos portões da cidade, de novo envolver a mídia com isso, desvio de medicamentos para campos de concentração, não, não, não! O que? Onde estou?

- Doces sonhos, "meu amado Ishaq""?

- Não me chame por este nome. Não sou mais Ishaq a mais de um milênio. Talvez, nunca tenha sido...

-Mas, esse era seu nome, como me lembro, naquelas noites ardentes de comunhão e amor…

- Eu não faço ideia de quem você seja. Você não se parece nada com Generys

- Eu tenho o sangue dela. Sou ela, de certa forma, antes que ela encontrasse a iluminação. Assim como sou a cria dela, e a cria dele, e também o meu senhor. Sou uma dos Sete Al-Amin. E eu lembro de você, mesmo que só tenhamos nos conhecido apenas a um mês…

- Você é Serenna, a Branca. Eu li sobre você no diário do arqueólogo Escatologista Gangrel.

- Exatamente. Apesar de, confesso, não me reconheço naquelas descrições que ele faz, metade daquilo é romantizado, e outra metade um delírio da loucura que o atormentava. Mas, assim como fiz com ele, irei curar a sua loucura.

- Eu não estou são. Quer dizer, eu não estou louco!

- Belo ato falho. Você não se recordava dela. Nem da Ordem dos Verdadeiros Cavaleiros do Sol Poente...

- Não. Não. Mas, isso foi depois de Narziella. Aquele show de horrores do auto-da-fé levou minhas memórias, é verdade, mas eu ainda sou Mestre Afonso.

- Ishaq Ibn Ibharim...

- Mestre Afonso!

- Que seja. Já tivemos essa discussão várias vezes…

- Hein?

- Exatamente essa discussão. Cada palavra. Eu as decorei, alias.

- Impossível..

- "...Eu me lembraria"

-...Eu me lembraria. Hm. Sim. Entendo. Então… Você está me ajudando?

- Exatamente. O que quer que tenha acontecido com você, é necessário toda uma exaustiva dedicação das minhas habilidades para trazer de volta sua ….

- Lembrança?

-…

- Memória?

-…

- O que mais me foi tirado?

- O dano é muito profundo e antigo. Mais do que só sua psiquê. Algo na sua essência foi afetado. Um talho na alma. Uma maldição. Uma que poucas vezes os meus antepassados de sangue viram.

- Narziella, a Escravista.

- Talvez… E alguma forma, ela concentrou em você algo que ela queria passar para todos os que viram a execução ...

- O que você já descobriu.

- Por enquanto, pouca coisa. Desculpe se estou adiantando tudo, mas você tem aceitado as coisas mais rapidamente assim. Anotei algumas das mais importantes das suas palavras de delírio. Espero que elas ajudem, novamente. Leia.

- "Os corruptores Luciferianos da Legião Escarlate e sua Princesa Trevosa são os culpados! As Camélias estavam certas! Nascimento não foi morto por seus pecados! O Cálice é uma armadilha! Lucien, o Mascarado mente! O Olho da filha de Lilith enganou a todos! A Irmandade está na muralha verde que vos cercam! A Onça rival está dentro do pequeno barco ao lado da face do cão! O Homem do Marionete e a Mulher Lagarto estão junto do Imperador! Cuidado! A Gehenna é cíclica e a roda continua a girar! Loz! Astarte! Ishtar! Ubbar! Não há arco-íris na escuridão. "

- Este final veio direto do Codex de Caim.

- Algo que um antigo amigo meu costumava dizer….

- Escatologista. Nodista.

- Dos piores. Daqueles que acreditam de fato.

- Conheço alguns assim, para mim os piores são os que usam essas palavras para dominar os demais, independentes de acreditarem nelas ou não.

- Você tem as lembranças Dela.

- Todas. Especialmente quando estou próximo de você. É confuso. Faz parte do legado, da maldição, mas também facilita meu caminho…

- Você ainda está sobre a proteção dos Ashirra?

- Diferente da Torre, eles nos vêem como Membros de uma linhagem sagrada.

- Mas, seu caminho será…

- O mesmo dela. Dela e de todos os que vieram antes de mim.

- Entendo.

- Este é o legado de quem carrega o Olho de Zao-Lat.

- Foi o que eu li.

- Você sabe disso. É seu, também, Cavaleiro do Sol Poente.

- Mas, eu sou da linhagem de Iontius. Meu grã senhor trouxe toda beleza e grandiosidade helênica para no meu Clã da Rosa. Ele…

- "fez seu nome como artista e patrono de numerosos mortais talentosos e promissores. Suas extensas viagens o levaram da costa oeste da Europa para as terras douradas de Catai. Lá ele aprendeu com os Membros secretos do Oriente como se alimentar dos mortais sem ter que beber seu sangue. Apenas a respiração forte e pesada de prazer e êxtase do ato de fazer amor é suficiente para alimentá-lo. Ele ensinou apenas isso apenas a três crias: Menippus, Vashiti e eu ..."

- .. e eu…

- …

- …

- Ishaq ibn Ibrahim. Lindo nome.

- Nem esse nome é verdade…

- Não, não é. Foi o nome que você escolheu quando deixou seu senhor e fez sua perigrinação pelos Califados dos Ashirra. Antes de voltar para sua Europa. Eu também sei disso, mas era o nome que você usava quando…

- ...Quando tomei Generys como amante..

- … E lhe ensinou seus segredos…

… E ela, os dela…

- Sim. Valeran. Obeah. A linha da cura. Podemos continua-la agora.

- Agora?

- Agora.

- Como fazemos isso?

- Primeiro você se despe...

- Já comecei a gostar dessa cura.

- … Então você se deita de frente…

- Maithuna?

- Sim… Parece que para você só funciona assim, mesmo…

- Desde que seja consensual!

- Mas, é claro que é, meu doce Ishaq

- Essa é a primeira vez que gostei de ouvir esse nome …

- Vigésima quinta, na verdade.

- Já fizemos isso vinte cinco vezes?

- Esta será a vigésima sexta. Talvez precise de mais duas…

- Vinte oito não é um número muito bom…

- ..Ou talvez mais uma …

- ...Vinte e sete é ainda pior…

- ..Ou, muito provavelmente, quatro vezes vinte e sete.

- Agora estamos nos entendendo.

- Não… Vamos nos entender mesmo agora, Ishaq... ou... Aynphadhas! Sim. Vamos, você precisa disso para voltar a comandar as coisas por aqui, para proteger aqueles que lhe chamaram para sua Demanda, e precisa voltar a ser Aynphandas, Ishaq Ibn Ibrahim, Donatien Alphonse François e Mestre Afonso. Agora relaxe…

- … Aynphandas… eu me lembro!…

- Shhhh. Relaxe.

Sexta noite da Convenção de Chicago, Succubus Club, Chicago

04 de Dezembro de 2019


Para Delfim, Senescal, Arauto, Secretário Ancião do Clã dos Escondidos e por ele, para todos os Membros do Rio de Janeiro,


Atendendo ao pedido de pauta por carta do Arquieto da Torre de Marfim Frei Diego, Primogênito Ancião de Milão do Clã dos Magistrados, Senhor do Príncipe Giangaleazzo, Baluarte da Torre, Primaz da Fé da Igreja de Caim e ex-Conselheiro fundador do Conselho da Rosa Sombria do Carnaval da Cidade Livre do Rio de Janeiro, onde se eencontra sob Caçada de Sangue.


Por serem isentos na proteção pelos seus Cainitas e não darem satisfações públicas, até esta datam sobre os incontáveis desaparecimentos de Membros da Camarilla e Independentes como:


Dana, A Ex-Príncipe deposta Anciã da Pura Linhagem de Tínia do Clã dos Reis e ex-Arconte do Clã da Rosa,


Nascimento "Dragão do Mar", Conselheiro Ancião da Linhagem Osebo do Clã dos Rebeldes


Saramago, Ancião recente Chanceler e Ex-Chefe das Harpias do Clã da Rosa,

Dominique, Anciã e Ex-Zeladora do Elísio do Clã da Rosa,


Téo, Conselheiro Ancião do Clã da Rosa,


Boaventura "O Bandeirante", Ancião Pioneiro da cidade e Independente do Clã da Besta,


Nonna Constanza Giovanni, Anciã e Independente do Clã da Morte,


Regente Álvaro, Ancião pretendente á Conselheiro do Clã dos Feiticeiros,


Capitã Annie, Ancilla Ex-Secretária e Ex-Mirmidã do Clã dos Magistrados,


Sabrina, Neófita pretendente á Ancilla do Clã dos Magistrados,


Lucian, Ancião Recente Escatologista Independente do Clã da Lua,

Timóteo, Neófito Diablerista punido e perdoado dos Nosferatu,


Amnuet, Neófita do Clã do Ministério pretendente ao Clã da Rosa,

Andrew, Neófito Avetrol dos Sem Clã pretendente ao Clã da Rosa,


Brian, Notório Neófito Rastaquera dos Sem Clã,


Maria Vida, Criança da Noite pretendente á Neófita cria do Arquiteto do Arquiteto Frei Diego


E mais recentemente


Lothbrook, Ancião do Clã dos Rebeldes do Principado de Vitória sob a proteção de uma noite no Domínio do Principado do Rio;


Pelas ações diretas contra a Segunda Inquisição na explosão de uma de sua base de operações;


Pelas consecutivas Quebras de Máscaras pelo "Borrão", dos "Canibais Sanguários",dos "Mafioso de Chicago no Rio de Janeiro" e outros "conhecidos por estarem mortos", dos incendios epidêmicos, das imagens faciais dos Cainitas capturadas pela FIRSTLIGHT sob a fachada da empresa Sunburst Software, além de deixar a captura de um exemplar impresso do Livro de Nod pela mesma;


Pelas não realização de eventos combinados, demonizações e negações de agendas pré estabelecidas, além das sucessivas quebras de Elísio sem punição e sem inutilização do espaço sagrado nas Elísias:

- Inauguração do Novo Elísio da Cobertura da Lagoa

- Missa e Réquiem para Nascimento na Catedral Metropolitana

- Baile de Máscaras no Elísio de Dominique na Lapa;


Pela livre circulação de cópias do infame Diário da Jyhad do Escatoligsta Gangrel Beckett entre os anarquistas e possibilidade de chegada desse material na Segunda Inquisição;


Pela constatação das Harpias mundiais da incapacidade da Cidade Livre se manter totalmente como um Principado Camarilla;


E por fim, mas não menos importante;


Pela negação de um pedido de clemência aos atos do Arquiteto Frei Diego por realização de uma missa como combinado em seu Elísio; bem como a criação, requisição e posterior negação do julgamento de um pedido de Lextalionis a Ancião e Arconte e envolvimento de favores em forma de aposta de diversos Anciões, Ancillae e Neófitos de toda Camarilla em uma Arena, que não foi realizada;


O Novíssimo Principado da Cidade Livre portanto foi decretado sob Intervenção do mais alto grau hierárquico da Camarilla sob a égide do Justicarato do Clã da Lua.


Ao final do prazo da Desgraça da Cidade Livre dado pelas Harpias de todo mundo e passada a Convenção de Praga, uma Elísia será estabelecida em território do Clã da Lua no Elísio Temporário do Pátio do Instituto Philippe Pinel, sob a Autoridade do Príncipe e de um Arconte da Justicar.


Neste Elísio não serão admitidos nem sequer tolerados quaisquer quebra de seu território sagrado, sob pena de ser removido do espaço sacrossanto pelo Arconte e sua equipe de auxiliares, bem como as penas sociais já corretamente aplicadas no último Elísia pela Cortesã e sua equipe de segurança liderados pelo Xerife, sob por determinação do Príncipe.


Todos e cada um dos assuntos desta lista serão debatidos e investigado e, ao final da noite, um parecer inicial será dado com satisfações aos Membros locais, fazendo saber se será necessário manter-se a intervenção ou não. Todos os Cainitas Reconhecidos e/ou Tolerados da Cidade Livre precisam estar presentes sob pena de investigação em razão de abstenção.


Lembrando que, quaisquer atos contra a leis locais e a Tradições praticados durante o período de Desgraça e/ou antes da abertura do Elísio, serão punidos igualmente de acordo.


O Primeiro nos garante a Pós-Vida,

O Sangue nos garante o Poder,

Os Clãs nos garantes nossos Papéis,

A Camarilla nos garante a Ordem

A humanidade nos garante um Propósito,


Praetor

Juliett Parr, (Justicar do Clã da Lua)


Quaesitori

Lucinde, (Justicar Por Toda Pós-vida do Clã dos Reis)

Manuela Cardoso, (Justicar do Clã dos Rebeldes)


Testemunhas

Alan Sovereign, O Contador (Senescal Ancilla de Chicago da Linhagem de Lodin do Clã dos Reis)

Jason Newberry, (Primogênito Ancião de Chicago do Clã da Lua)

Critias,o Helenita (Primogênito Ancião de Chicago do Clã dos Rebeldes )

Don Guido, Amigo-De-Capone (Príncipe Ancião recente da Cidade Livre do Rio de Janeiro, Cria de Dana da Pura Linhagem de Tínia do Clã dos Reis),

Collinsworth (Ancião da Pura Linhagem de Tínia do Clã dos Reis e Grande Grão Senhor de Don Guido )

Ibn Khaldum, o Tradutor (Conselheiro Primogênito Ancião de Brasília do Clã dos Juizes)

Sir Talley, O Cavaleiro Negro (Ancião, Cão de Caça, Escatologista Praetoriano e Representante em Chicago do Clã dos Magistrados do auto-proclamado Imperador Marcus Vitel de Washington D.C.)

Marcel (Pretendente a Primogênito de Chicago do Clã da Fé)

Base militar estadounidense, Bagdá

9 de Dezembro de 2019


Minha Grã Cria Heleno,


Não tenho como enviar essas palavra diretamente para você, portanto estou mandando para as Harpias e Rede Nosferatu para cheguem até seu destino certo, e por isso essas palavras podem se tornar públicas, talvez até demais…


Estou tirando todas as obrigações e deveres da Ancilla Katrina como minha representante no Conselho da Rosa Sombria e instituindo você como meu Secretário (whip). Sua prioridade é cuidar dos territórios e influências do Clã da Rosa que estão sob meu domínio e relembrar a todos que, ainda que sobre a beira de um massacre contra os novos Anarquistas, a política da cidade livre é o Carnaval, onde todos podem ser livres conquanto juram fidelidade á Camarilla. Você deve seguir as orientações do Líder da Guilda do Clã da Rosa interino e também se aconselhar com o Comendador da Igreja de Caim da Linhagem do Fundador da Torre de nosso Clã, mas sua fidelidade deve ser, em primeira e última análise, ao Príncipe e seus superiores na Torre de Marfim.


Que fique claro, por fim, que a Ancilla Katrina não mais representa meus interesses, apenas os de Téo e Mestre Afonso, e você, Cria de minha Cria, é meu Nobre Secretário, ainda que um Neófito recem chegado, pode pleitear, em um ano, que seja reconhecido como Pretendente á Ancilla.


Excerça com leadade a função de Secretário ao lidar com os mias novos em meu nome e em nome do Conselho. Sente-se em minha cadeira, respeitando os Conselheiros , Magistrados e Anciões Privilegiados, sem jamais duvidar de suas palavras e vote por mim.


Dê para o Príncipe e somente para ele um endereço ou caixa postal que minhas cartas possam chegar até você com minhas novas instruções. De forma alguma tente se comunicar comigo por aqui, tanto você quanto qualquer outro e nem pensar em me enviar qualquer mensagem eletrônica.


"A ave constrói o ninho; a aranha, a teia; o humano, a amizade." Provérbio Iorubano.

Seja a ave, a aranha e humano, Heleno.


Ignácia, Anciã da Linhagem Ishtarri do Clã da Rosa e Conselheira Fundadora Toreador do Conselho da Rosa Sombria do Novíssimo Principado do Carnaval da Cidade Livre.


Bilhetes lidos em algum lugar em Praga,

12 de Dezembro de 2019


T.B.,

Não faça!

S.G.


T.B.,

Porra, Foda-se! Manda ver!

S.M.

Em breve Entreato V (Parte I): Desgraça, Traição, Guerra.

0 visualização

© 2018 por Rio V5 LARP.  URL: www.riov5larp.com  |  E-mail: riov5larp@gmail.com  |

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco