Rio V5 Vampire LARP - Prelúdios e Noturnos

Atualizado: 31 de Jan de 2019


Tópicos para entender o que está acontecendo:


A Ambientação completa e o Ato I: O "sumiço"da Príncipe

https://www.riov5larp.com/artigos/cr%C3%B4nica-rio-v5-larp


A antiga cidade livre: https://www.riov5larp.com/artigos/breve-hist%C3%B3ria-dos-vampiros-do-rio-de-janeiro-by-night-free-city


Entreato I: Rio 40 graus, cidade de incêndios e do caos

E o convite para o Ato II: Réquiem para um Afogado e o Legado da Guerra)

https://www.riov5larp.com/artigos/convite-live-action-ato-iii


E fique a vontade para explorar os clãs e linhagens de sangue e artigos do nosso LARP

https://www.riov5larp.com/clas

https://www.riov5larp.com/artigos


Aviso: Todos os conteúdos existem como referência e ajuda simplesmente para a imersão na sessão de um Live Action Roleplaying game, use todo o conhecimento com parcimônia e bom senso e lembre-se: é um Mundo das Trevas, e não de luz, nenhum personagem sabe tudo ou tem tudo decorado na cabeça, o mistério, a desinformação, a superstição e os diferentes pontos de vista são partes integrais da ambientação do jogo.


Dito isso, abusem da consulta ao site antes de qualquer sessão de jogo e antes de procurar o narrador. Conquanto o narrador está disponível para qualquer dúvida, algumas premissas são básicas e estão previstas no conteúdo do site. Além disso excesso de consultas pode diminuir o ritmo da narração com questões (e interpretações e diferentes entendimentos de situações e antecedentes) também são parte do jogo de horror pessoal e intriga sócio-política dos vampiros. Não existe erros! Existem pontos de vistas! Pronto, podemos seguir?

Ato II: Réquiem para um Afogado e o Legado da Guerra


Em meio á um estado de guerra a hegemonia Nova Camarilla carioca (re)decretou a Catedral Metropolitana como Elísio e lá realizou uma Missa de Réquiem e Velório para o Conselheiro Brujah Nascimento, o Dragão do Mar, morto em circunstâncias ainda misteriosas.


Purgatório da Beleza e do Caos. De novo.


Não satisfeitos de já terem criado um "novo elísio" (prática do Sabá com os seus Campos Elísios) ela "reativou" outro, ou pelo menos fingiu que a Catedral Metropolitana de São Sebastião não havia deixado de ser...


Inúmeros são os problemas nessa noite:

  • As consequências da "missa sombria" de réquiem para Nascimento entre os mais radicais e não vêem com bons olhos as "liberdades" do Rio de Janeiro e sua Camarilla "cruzada" com o Sabá.

  • A segurança de elísio sem a longa experiência da agora Desgraçada Zeladora Dominique

  • As apresentações informais e liberações sem precedentes e improvisadas de neófitos recém abraçados, realizadas vulgar e descontroladamente, sem a mesma pompa e circunstância que Dominique valorizava especialmente sobre a Práxis da Príncipe Dana.

  • A ausência da maioria das harpias, especialmente agora que a Harpia Chefe também está Desgraçada, e a pressão para que outra menos ligada ao passado da cidade seja apontada em seu lugar,

  • Boatos entre as harpias de fora da cidade sobre descontrole, caos, utilização vulgares e sem permissão de disciplinas e até do roubo por padres humanos de uma cópia de uma edição moderna do Livro de Nod.

  • Uma criminosa falta de luz generalizada na região da catedral municipal evidenciada pela mídia em cadeia nacional, expondo o elísio e chegando perto de uma Quebra de Máscara,

  • A fabricação de falsos acidentes e operações de emergência sem justificativas na região agora investigados pela polícia militar e envolvimento do BOPE desnecessariamente na operação

  • Boatos também sobre os mandos e desmandos do Marechal fora da reunião do Conselho da Rosa Sombria, quando efetivamente é imbuído do Status de comando.

  • E por fim o silêncio do Senescal e os Conselheiros para os demais principados pelo mundo sobre o desaparecimento da Príncipe e as mudanças de Conselheiro e Xerife sem nenhum cuidado de informar as Harpias e as Autoridades máximas da Torre de Marfim.

Todos esse fatores chocaram a sociedade cainita como um todo pela falta de sutileza que o estado de guerra da antiga Cidade Livre. Aos atentos olhos predadores de toda Torre o Rio de Janeiro ainda não é uma Camarilla de fato, ou é algo inteiramente diferente, apesar de todos os esforços da desaparecida Príncipe Dana dos Ventrue. A aliança dos Toreador e Lasombra é vista com muita preocupação pelas autoridades maiores da Seita. Mas, os problemas do Membros da Família Carioca não se reduzem a isso: Se não fosse por tudo o que está acontecendo no Mundo das Trevas dos últimos 20 anos e especialmente os problemas mais recentes e imediatos, provavelmente a cidade sofreria uma nova intervenção, como quando a Ventrue Dana (na época Arconte da Justicar Toreador) fez e culminou no novo principado. A Corte da Cidade (e até os Independentes) têm muito o que se preocupar.

Entreato II: Pânico e pandemônio generalizado


Parte I: Onde se bebe o sangue não se come a carne

Uma onda de reportagens por todo o país chocou a nação: um documentário sobre canibalismo na cidade maravilhosa, em que são reveladas algumas práticas de captura, sacrifícios rituais, execução e preparação de cadáveres para uma sangrenta degustação comprometem mais uma vez a Máscara e deixam muitos no Elísio constrangidos com a brutalidade e incivilidade dessas descobertas. A reportagem mostra práticas selvagens e levanta problemas localizados em diversos lugares, dos mais glamourosos (Leblon, condomínios na Barra da Tijuca) aos mais macabros (Cemitério do Cajú em especial mas também alguns Lixões, esgotos ao céu aberto, ruínas do Museu Nacional e IML) Inclusive a prática revela que alguns criminosos continuam não identificados, o que pode levar á alguns possíveis vampiros que utilizem essa variação condenada pela Camarilla de alimentação como alvos possivelmente afetem a população cainita carioca como um todo. A reportagem parece ter sido amenizada por agentes de Saramago, mas o mesmo parece ter sumido e portanto suas influências sobre a mídia estão em perigo. O Ancião recente, que havia caído em desgraça na El