Epílogo final do Ato III

Últimos acontecimentos no Rio Noturno do Mundo da Trevas

Desde a última reunião do Conselho que culminou na Ascensão de Don Guido cria da Ex-Príncipe Dana da Linhagem Pura Tínia do Clã Ventrue, a cidade parece ter mergulhado numa nova onda de caos e desespero.


Apesar dos incêndios terem cada vez mais se tornado esparsos, as grandes tempestades de chuva e vento com volumes de água nunca antes vistos e a péssima administração do poder público do Rio de Janeiro Noturno trouxeram grandes enchentes, diversos deslizamentos de terra, quedas de grandes árvores, casas, prédios mal acabados construídos pelas Franquias milicianas, e até comunidades inteiras em estado de calamidade pública , asfaltos que se abriram, pontes que despencaram, lixões que se tornaram ilhas, túneis soterrados, muitas mortes, dor, tragédias e desespero para todos de todos os lados.


Além disso uma nova leva de ações da polícia militar, agora lideradas pessoalmente pelo poder estadual executam pelos céus tanto criminosos quanto inocentes em comunidades e periferias em todas as zonas da cidade e pelo estado a fora. O BOPE é uma força militar gigantesca e existem boatos de ataques inclusive a alguns Refúgios e locais em que Membros estariam reunidos ou simplesmente caçando em conjunto... Mas, são apenas boatos. Estranhamente os ataques também tem sido a regiões ermas nas florestas e matas da cidade, apesar de com menos frequência que no território ocupado pelos humanos. Essas regiões ermas tem sido palco de ataques de criaturas sobrenaturais desconhecidas a qualquer Membro que, dentro de todos essa confusão, ainda se aventure pela mata. Os que assim o fizeram pouco.


A Lista dos Vampiros Cariocas desaparecidos também aumentou, inclusive os sumiço parecem ter se concentrado em alguns Membros visíveis da sociedade cainita dos dois grandes Clãs da cidade.

  • Conselheiro Ancião Lasombra Frei Diego, Arquiteto da Torre de Marfim

  • Zeladora e Anciã Toreador Dominique, a anfitriã da noite carioca

  • Zelador Assistente e Neófito Toreador, Jorge Estrela em Ascensão Carioca e cria de Dominique

  • Neófita recém-apresentada Lasombra Maria, a vidente, cria de Frei Diego

  • Neófito recém-chegado Toreador Bento, o protegido de Ignácia

  • Neófita recém-chegada Lasombra Sabrina, Estrela Ascendente de Brasília e indicada para residir no Rio pelo Harpia Ancilla Malkaviano Octavius

  • Secretário Ancião Lasombra De Veronese, representante do Conselheiro Muller na última reunião do Conselho da Rosa Sombria


Os boatos que Téo, Ignácia, Sebastião, Gratiano e, recentemente, o próprio Mestre Afonso, também teriam sumido ainda não foram completamente confirmados.


Enquanto isso no resto do Mundo das Trevas a sociedade cainita parece ter encontrado algum conforto neste momento em algo que há muito não é segredo para ninguém: Um crescente levante de religiosidade e fé dentro da própria Camarilla se espalhando entre os Independentes e Autarcas (e até alguns Anarquistas). O que era cultos secretos e destrato público começam a tomar forças nos elísios, como se nunca houveram sumido dos salões desde a Idade Medieval, o que muitas vezes causa bastante constrangimento entre aqueles mais ferrenhos aos princípios humanistas aos quais a Torre foi arquitetada.


Alguns Clãs independentes têm sofrido ataques em especial de forças ocultas, e ao mesmo tempo rumores que os Anciões da Camarilla estariam em plenas negociações com alguns dos Anciões Independentes para preencher a lacuna deixada na Seita pela partida dos Gangrel. Os Gangrel que não partiram para as Cruzadas da Gehenna no Oriente Médio, aliás, parecem cada vez mais próximos dos Anarquistas em seu desejo de livre circulação e obediência somente a Primeira Tradição: A Máscara e mais nenhuma outra da Leis de Caim.


O que quer que tenha de fato atacado Londres ainda mantém como regra a Quarentena da Cidade e a lembrança da proibição de lidar com qualquer força dos caçadores de bruxa e inquisidores da Sociedade de Leopoldo da Igreja Católica (bem como as outras forças de outras instituições e fés religiosas mortais) decretados pelo Círculo Interno da Torre. As suas ações estão cada vez mais presentes e ofensivas como nunca antes nas noites modernas e muitos pensam e aclamar o Fundador Ventrue Hardestadt como Imperator da Camarilla. Sua cria mais atuante, Jan Pieterzoon continua circulando por diversos Conclaves e Principados levando as ordens diretas (e algumas vezes surpreendendo até alguns Justicars e Arcontes). “A Voz de Hardestadt”, como Pieterzoon é atualmente conhecido ecoa por todos os elísios e é um grande desagravo nas reuniões anarquistas, especialmente neste momento em que grandes forças de anciões de Clãs parecem estar sendo caladas (e muitos Brujah insatisfeitos). Cada vez mais os clãs começam a deixar de ter importância como voz de comando para os mais novos e a fidelidade para com seus anciões locais diretos, senhores e principalmente entre seus círculos (coteries) tem ganhado muito mais importância.