A SchreckNET 2.0


A Rede virtual dos Ratos de Esgoto se abre para os Membros da Família

O assunto “Informática” e depois “internet” já vinha sendo longamente discutido em diversos Conclaves pelo mundo. Apesar dos Membros serem criaturas do passado eles se esforçam para se manterem atualizados. Todas as informações aqui estão voltadas para personagens com conhecimento de Computador (skill: computer) e devem ser usadas com cautela ingame.


A SchreckNET é uma rede de computadores criada e mantida pelos Nosferatu no Mundo das Trevas.


Originalmente criada pelo Nosferatu Gerard Rafin ( Uncle Smelly ), com base em Nova York, como uma espécie de rede especial embutida na Internet comum, a SchreckNET era originalmente usada exclusivamente para comunicações entre o Clã dos Escondidos, principalmente como um meio para os Ratos de Esgoto manterem seus operações de coleta de informações atualizadas.


Os Nosferatu usavam a SchreckNET para compartilhar segredos e informações, bem como discutir planos e metas - e outras redes de informação Nosferatu (como a Rede de Trajano, que mais tarde ficou conhecida como Web de Warwick ), acabaram sendo conectadas a ela. A associação não se limitava aos Nosferatu, da Camarilla , mas também estava aberta aos Nosferatu Antitribu . Durante o cerco da Camarilla à Nova York ocupada pelo Sabá, os Nosferatu deram de má vontade à outros clãs da Torre de Marfim acesso limitado à SchreckNET, embora a parte privilegiada de seu uso permaneça com os Nosferatu.


Furacão e a Pergunta Rubra A SchreckNET foi invadida por um hacker anarquistas conhecido como "Hurricane" nos anos 90. Em vez de retaliar, os Nosferatu permitiram que "Hurricane" entrasse em sua comunidade. Durante os anos 90, os membros mais versados em tecnologia juntaram-se em segredo, criando uma subcultura de vampiros com mais lealdade uns aos outros do que a uma seita ou clã . Isso provavelmente teve influência na formação do grupo de Anarquistas virtuais “Red Question” e na criação de novas redes apenas de Membros como o “Refúgio de Salomão” .


2.0 Com os avanços na tecnologia de computadores, a SchreckNET foi atualizada nos anos 2000 para a SchreckNET 2.0. Em vez das redes costuradas do início da SchreckNET, a nova versão era uma suíte de aplicativos de computador criada por programadores Nosferatu especificamente para facilitar o uso da Internet pelos Membros da Família. Incluía um kit básico de web design e um navegador da web. A inovação foi que as páginas web criadas através do kit de design permitiam seções ocultas e links em cada página que seriam invisíveis à percepção dos mortais, mas que poderiam ser vistos facilmente com Auspícios e que eram automaticamente visíveis para qualquer um usando o navegador seguro SchreckNET.


Isso tudo permitiu que jovens Membros explorassem a web com alguma confiança de que eles não violariam acidentalmente a Máscara. Os programadores receberam benesses significativas do Círculo Interno da Camarilla, embora muitos dos Membros mais conservadores ainda resmungassem sobre os riscos apresentados pela Internet. Desde então, novas contribuições de Membros da “Red Question”, “Dráculas Digitais”, “Taumaturgos Hacktivistas”, Vinux e outros expandiram a SchreckNET, permitindo a integração com as redes sociais e a criação de sites acessíveis apenas por vampiros.


Os Nosferatu ainda mantêm o crescimento do novo banco de dados, compartilhando senhas para áreas restritas apenas entre os seus (e alguns poucos de fora.) Em pouco tempo, a rede se tornou mais do que apenas um banco de dados: ela também se tornou uma rede social. Alguns dos mais novos Nosferatu começaram a chamar de Filthbook , Garbage + ou Trashgram.


Ato II Foi por um sistema notificações de emergência que a maioria dos Membros souberam em real time da queda do Domínio de Londres e puderam reconstruir algumas das imagens gravadas pelos próprios vampiros londrinos sobre o que parece ser uma força tarefa que os eliminou. Alguns poucos Membros do Novo Principado do Rio de Janeiro receberam essas atualizações enquanto estavam reunidos no Elísio da Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro de domínio do Conselheiro Ancião Lasombra Antitribu Frei Diego, Arquiteto da Torre de Marfim e sacerdote da Igreja de Caim. Mais tarde naquela noite foram notificados pela Harpia Assistente Ancião Nosferatu Delfim que, por decreto da Justicar Brujah Manuela todas Londres está em quarentena e qualquer tentativa de comunicação está proibido.


UPDATE

Estranhamente nas noites seguintes alguns vídeos começaram a circular pela rede sobre alguns ataques terroristas pelo Estado Islâmicos na Europa e Estados Unidos e de forças rebeldes como as Farc na América Latina, alguns anos atrás em Ciudade Juarez, Viena, Las Vegas, Paris, Marselle e na própria Londres que levantam suspeitas ocultadas por alguns Anciões da Torre de Marfim.


E começam a chegar relatos de vários casos separados de desaparecimentos de Membros… E uma certa lentidão em alguns acessos à SchreckNET 2.0.

103 visualizações

© 2018 por Rio V5 LARP.  URL: www.riov5larp.com  |  E-mail: riov5larp@gmail.com  |

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco