Resumo do Ato VI: Intervenção ou...



Das anotações dos cadernos do Arauto Consigliere Delfim dos Nosferatu e da Arauto Assistente Clarisse do Ministério na Elísia sob Intervenção da Justicar Juliet Parr dos Malkavianos. A outra Arauto Assistente Donna Guilia dos Ventrue não participou das anotações e a Arauto Pretendente Bianca dos Lasombra não se apresentou na Elísia.


(Entre parêntese explicações e detalhes descritivos em outgame)


(Entreato V)

- O Neófito Heleno da Linhagem de Ignácia e Ancião Comendador Zacaria da Linhagem de Rafael de Corazón receberam Leal do Conselheiro General Meneses por terem comparecido à reunião da Guilda Toreador. Jorge enviou uma carta que saiu do Rio para se proteger da Segunda Inquisição

- A Justicar Malkaviana Juliet Parr a presença de todos os cainitas do Rio aceitos pela Camarilla (Reconhecidos ou Tolerados, como descrito na proclamação na Convenção de Chicago no Interudio V https://www.riov5larp.com/post/interludiov )


(Prólogo VI)

- A proteção do Elísio temporário foi previamente orientada pelo Arconte Interventor Malkaviano Hassam dos Banu Haqim a ser feita mais ou menos como no Elísio passado, liderada pela Cortesã Conselheira Isabelle dos Ventrue e com auxílio do Xerife Simon dos Hecata e do Cappo della Torre Don Vito dos Ventrue. Ele instruiu que fizessem em equipes: Magistrado Gangrel Calamare dos Gangrel, Neófito Hector dos Hecata, Anciã Ártemis dos Brujah e Regente Victor dos Tremere como a Equipe Alfa da Cortesã e do Xerife; Magister Acácio dos Tremere e Ancilla Severiano dos Gangrel como Equipe Beta do Cappo. Os dois Servires do Arconte: Ancilla Ather dos Gangrel e Neófito Cole dos Malkavianos como a Equipe Gama trabalhando apenas como interventores quando necesário e se necesário. A Cortesã, o Xerife e o Cappo, nesta ordem, poderiam e deveriam levantar questões e soluções para o Arconte, contanto que elas não entrassem conflitos com esses comandos prévios. A Justicar declarou o Arconte como Executor e Defensor e o Servire Ather como Executor. O Arconte declarou Ather como Honrado e Aclamado e Cole como Defensor e Aclamado. (Uma ação de Influência Lockdown é gasta pela segurança do Elísio temporário, Prólogo VI, Cena I).)


- Malaquias reaparece (não é visto desde o Ato IV) e diz para o Arconte que fará as vezes de Tape, já que essa tenta lidar com os pacientes do Instituto que parecem sentir a aglomeração de Membros na Elísia. O Xerife pede um favor menor a Malaquias para autorizar algo excepcional da combinação do Arconte. A Cortesã concede Defensor para o Magistrado Don Martino dos Hecata e ao Regente Viktor dos Tremere, já o Xerife concede Defensor apenas a Hector. Calamare e Ártemis inicialmente ficaram de fora, não seguindo os comandos do Arconte. (Prólogo VI, Cena II).


- Conselheiro Meneses declara Aclamado para o Conselheiro Cristiano.

(Prólogo VI, Cena III)


- Os Brujah são levados pelo Servitor Ather para uma sala em separado da Corte para reforçarem o Laço de Dennys com Ártemis (punição dada pelo Príncipe) e para decidir seu destino. (Prólogo VI, Cena IV).


(Ato VI)

- A Corte é aberta com a fala do Príncipe e do Arconte sob a Intervenção

( Ato VI, Cena I)


- Don Guido relata sua ida para a Convenção de Chicago como um grande sucesso. E lamenta a guerra e a saída do Clã Brujah da Camarilla, dizendo que faria um favor á Critias ao atestar que o Clã dos Rebeldes se declarem Helenistas em vez de Brujah.


- O Arconte oferece favores sobre quem passase informações sobre os desaparecidos da Cidade:

  1. Dana

  2. Nascimento

  3. Saramago

  4. Dominique

  5. Téo

  6. Capitã Annie

  7. Sabrina

  8. Andrew

  9. Brian

  10. Maria Vida

  11. Lothbrook, (https://www.riov5larp.com/post/interludiov o próprio Arconte já coletou informações sobre Boaventura, Constanza Giovanni, Regente Álvaro, Amunet, Timóteo e Lucian).

- Dennys deixou de ser Desgraçado; (Delfim e Don Guido removeram os dois Avisados)

- Carta do Conselheiro Rolf lida por Ártemis, como sua representante, foi visto atestado pelo Príncipe Guido discurso Helenista. Segue a carta na íntegra, entregue ao Príncipe:



Alta e Poderosa Justicar Malkaviana Juliet Parr

Excelência Príncipe Don Guido

Caríssimo Arconte Hassam

E minhas irmãs e irmãos do Clã Brujah da Camarilla do Rio de Janeiro, fiquem sabendo


Eu, Conselheiro Primogênito de meu Clã, afirmo que:

O Clã Brujah continuará na Camarilla.


Os Brujah que quiser seguir outro caminho, que o faça livremente, por não sermos um Clã totalitarista, mas irá se responsabilizar individualmente por isso, correndo o risco de ser Abandonado pela Seita por suas autoridade legais e por decisão do Arconte, Príncipe ou Justicar. Porém, reafirmo a lealdade do Clã Brujah Carioca à Torre de Marfim da Cidade Livre.


Rolf Bjönsson

Cria de Skeggjöld Karadötter

Einherjar de Canarl ( Caim) e Conselheiro Brujah da Rosa Sombria do Carnaval do Rio, Ex-Xerife da Cidade LIvre e Investigador oficial do desaparecimento da Ex-Príncipe Dana

“Melhor morrer como herói honrado do que viver como covarde desertor.”

Provérbio Einherjar.


- Ártemis se declara Helenista

- Dennys se declara Helenista

- Ártemis recebeu um Avisado devido ao comportamento de Dennys, e o Príncipe novamente deixou claro que qualquer crime ou gafe de Dennys recai sobre ela, enquanto ele estiver punido (Laço de Sangue).


- Malaquias ressalta que Tape está cuidando dos pacientes e que ele, como seu Conselheiro, é quem cede o espaço do elísio temporário e que o território em volta em (Lockdown) é dos Malkavianos.


- Cristiano fez um pedido de justiça por Meneses e Marcos Silva

- Xerife Simón criticou o pedido do Conselheiro quanto á Marcos Silva, que tentou reprimi-lo com seu status, mas sem sucesso.

- O Príncipe dá a justiça pedida pelo Conselheiro:

  1. Declara que Marcos Silva não é mais Avisado por Hector (gastou Status para isso), Marcus Silva portanto deixa de ser Desgraçado para apenas Avisado.

  2. O Domínio da última Elísia volta para as mãos de Meneses.

  3. Devido a um engano na última Elísia, o Status de avisado foi retirado de Meneses pela Cortesã.

  4. Meneses (a pedido de Delfim) deixará o domínio do Elísio e este será levado a venda já com a morte de sua identidade mortal Carcará. Dom Martino será o responsável para resolver essa questão. Delfim deve um Favor Menor a Dom Martino.

  5. Por fim, Delfim também declarou Meneses Honrado.

- Cristiano declara publicamente Meneses como Leal.


- Território da desaparecida Lasombra Anne passa para Fabrício. Marcos Silva ressalta que o treinou ghoul por 20 anos antes do Abraço.


- Heleno declarado Novo Secretário da Conselheira Ignácia no lugar de Katrinha, que passa a novamente só representar Mestre Afonso.

- Heleno assume todos os favores de Ignacia no lugar de Katrina.


- Bueno chega atrasado à Corte e pede proteção aos Hecata se declarando um dele, ao contrário do que havia se declarado na Elísia do Réquiem para Nascimento (sob responsabilidade de Ignácia). Don Guido diz a ele que ele é um Toreador. Bueno nega novamente e é protegido por Don Martino. Bueno ganha Vulgar dado por Meneses (Gastou Privilegiado).


- A recém-chegada Toreador Neófita Marion jura fidelidade ao príncipe e é apresentada à Corte.

- Ariella, Carniçal do desaparecido Conselheiro Téo deverá ser responsabilidade do Clã toreador

- Istamera, Carniçal da Capitã Anne, torna-se responsabilidade de Cristiano

- Poli Megaton é apresentada como Carniçal de Dennys.

- Ártemis também apresentou uma carniçal de nome Yara era carniçal de Nascimento. Ficou aos cuidados de Ártemis. (Nas anotações do Ex-Arauto Saramago consta o nome Yara como uma carniçal de Nascimento pretendente ao Abraço e na lista oficial da Ex-Zeladora do Elísio Dominique da Corte da Elísia do sumiço da Ex-Príncipe consta que Nascimento iria apresentar sua pretendente mortal ao Abraço.

- Orlando é apresentado como carniçal de Malaquias, mas, como sairá do Rio, ficará sob os cuidados do clã Ventrue, requerido pelo Próprio Príncipe Don Guido.


- Hankor, tentou se apresentar e foi confundido como carniçal de Frei Diego, trazendo para a Corte a cópia do Livro de Nod de Frei Diego sendo levado para interrogatório. Em verdade ele é um carniçal Tremere, que trouxe o Livro de Nod de Frei Diego, a pedido do clã Nosferatu de Roma. Após a confusão, tudo foi resolvido. O Xerife também entregou uma carta do clã Nosferatu de Roma à Delfim.

- O Famosos mortal Maturano foi re-apresentado como carniçal de Meneses, pela terceira vez.

- Dharma Mohan, carniçal que serviu primeiro o Justicar Petrodon dos Nosferatu em Los Angeles e depois o Arconteda Justicar Lucinde Sir Robert Kross do Clã Ventrue, passa a servir Delfim como gesto de boa vontade do Clã dos Reis ao Clã dos Escondidos.


- O Cappo Don Vito Ancilla pede para tornar-se Ancião e é concedido pelo Príncipe.

- O Príncipe decreta que os encontros do Conselho da Rosa Sombria não acontecerão mais em Elísias, em um encontro de toda Camarilla carioca.

- É criada uma coterie oficial de segurança composta por Don Vito, Simon e Fernão.

- Príncipe Don Guido declarou Ártemis, Meneses e Fernão como Executores. Ártemis nomeou Adão e Severiano como Defensores. Calamare mais uma vez não foi declarado nada, ao contrário do comando do Arconte.


- O Príncipe ressalta á corte e ao Arconte que Rolf, quando foi elevado de Xerife a Conselheiro, ainda manteria o status de investigador especial do sumiço de Dana. E que em posse de um dossiê produzido pelo Conselheiro, declara que a E-Príncipe e sua Senhora teve sua morte final pela 2ª Inquisição atestada e confirmada.


- Cristiano usou de Aclamado para ser Executor como Meneses durante uma hora, conquanto que a dez passos dele.

- Criação de uma nova coterie para aumentar os conhecimentos místicos de Clarisse, Marcus Silva e Acácio

- Nenhuma notícia oficial é dada sobre os Cainitas ainda ativos que faltaram a Elísia, descumrpindo a ordem da Intervenção: Conselheiro Muller e Neófita Bianca dos Lasombra, Isadora dos Toreador, Isaura e João Coveiro dos Hecata.

- Fim da Corte. (Fim da Cena I)



(Cenas seguintes)

- Delfim explica ao Arconte que "Brian" na verdade é um outro cainita se passando por ele, muito provável um Banu Haquin disfarçado, que junto de um kamakogari vem incitando os anarquistas. E que o poder de ofuscação dele é muito forte, que apenas Mestre Afonso o percebeu uma vez. Esse Banu Haqim renegado provavelmente foi quem diablerizou Nascimento e teria destruído Dominique e Saramago, chegando a se passar por esses dois Toreador. Delfim porém não apresenta nenhuma prova de suas palavras.

-Adão pagou Favor à Delfim.


- Katrina deve favor Maior a Delfim em troca de maiores proteções nos túneis nas áreas que ela é responsável.

- O Servitor Ather flagrou Dennys tentando quebrar o elísio e interviu, ao forçar um amuleto taumaturgo contra Calamare. Ele leva Dennys até o Arconte.

- Dennys usou Cortês para se desculpar com o Arconte sobre a pedra mágica dentro do Elísio.

- Katrina deve Favor Menor a Heleno.


- Dois novos cainitas avisam que chegarão a cidade: Um Tremere, chamado de 2, e um Nosferatu, chamado de Pedro Augusto. Ambos devem procurar Delfim quando chegarem na cidade, resposta dada por carta e levada pelo Ghoul Hankor.

- Cristiano, usando seu Aclamado, descobre e detem um Kamakogari disfarçado se passando pelo Ancilla Rafa Ravnos na Elisia. O Arconte e o defensor Gangrel capturam o Afogado no Elísio. Ele se parece com o Corpo-seco (um ser cadavérico ressecado e com unhas gigantescas) que teria atacado e tentado se passar por Dennys, lutado com Nascimento e o estacado, e depois tentado se passar por Rolf.

- Marcos Silva pagou o favor Menor a Malaquias

- Malaquias declarou Marcus Silva como Cortês.


- Uma corte extraordinária foi reaberta a pedido do Conselheiro Cristiano, para apresentar sua cria, Charles Delamare, o Traidor.

- O mesmo jurou à Camarilla e foi reconhecido pelo o Príncipe. Charles declarou que veio do Sabá e morava em São Paulo.

- Cristiano também questionou o Príncipe pelo fato de sua cria entrar no Elísio e ninguém se importar em saber quem era, com exceção de Delfim, e nem se preocuparam com a segurança.

- O Ministério é declarado pelo príncipe como clã da Camarilla no Rio

- Uma cópia da Bíblia segundo Set compilada por Kalixto é entregue a cada Cainita e Carniçal, sob a permissão do Príncipe.

- Fim da corte temporária.


- Calamare foi acusado por Dennys de ser um Kamakogari disfarçado, mesmo ele não tendo status para confrontar um Ancião Magistrado. No meio da gritaria de Dennys, Calamare desaparece (Fair Escape). O Cappo percebe que Calamare sumiu e tenta ir atrás dele, mas ao que parece, reportado por Cole, Calamare se transformou em um Condor dos Andes fora do Elísio (Sem problemas com a Máscara por conta do Lockdown) e voou para as matas.


- Ártemis teria pedido direito de Abraço informalmente e fora das duas Cortes para Don Guido, para a pretendente a Cainita Yara de Nascimento. Don Guido teria assim mesmo concedido o direito, fora do protocolo.

- Malaquias teria sugerido que Dennys fosse tratado como Neófito, uma vez que ele praticamente se comporta agora como uma Criança da Noite sobre responsabilidade de Ártemis.

-Delfim mandou a Cortesã e o Xerife tirar o Dennys do Elísio e estacá-lo. O motivo foi ofender um Ancião. A Cortesã e o Xerife bem como sua equipe deixaram Dennys fugir. Na fuga, ele teria se declarado Anarquista novamente. Vale lembrar que ele ainda é responsabilidade de Ártemis e toda futura punição a ele deverá recair sobre ela também.


- O Arconte leva o Kamakogari que havia se disfarçado de Rafa Ravnos para o centro do Elísio. A Justicar Juliette Parr, através de Malaquias, Santifica o Arconte, que imediatamente corta a cabeça do Kamakogari. Em seguida anuncia que a Camarilla protege os seus. Ele e os Servire Aclamados saem do Elísio. (Ato VI Cena Final )



(Epílogo VI)

- Um Grupo de Membros descobre algo importante sobre o desaparecimento do Conselheiro Téo com ajuda da Carniçal Ariella, ainda a ser revelado.

- o Ancilla Octavius parece ter voltado para Brasília na mesma noite da Elísia. Ele deixa uma carta dizendo ter ido embora para o Arauto e antes para o Arconte, que só chegam as mãos dos mesmos por Alcântara quando esses vão para seus refúgios. Na carta ele revela que Sabrina foi estacada pelos Kamakogari e tentaram substituí-la por uma criatura chamada Lostudo. A estaca teria aparecido de dentro de um espelho e em seguida aparecido já na neófita. Ele se desculpa por não estar presente (gasta Cortês dado pelo Senescal Tremere Saavedra de Brasília), alegando precisar levar a Cainita estacada em segurança para o Distrito Federal. Delfim recebe ainda uma carta do Arconte comandando que o Conselho da Rosa Sombria se reúna e o comunique quando e aonde.


- Todos os Cainitas Aceitos e sob a proteção do Domínio que não atenderam á Elisia e falharam e se justificar foram estigmatizados como vulgares (Status Negativo: Vulgar). Eles ainda terão a chance de se apresentar a uma futura Elísia para se justificarem. São eles :

  • O Conselheiro Ancião Muller dos Lasombra,

  • A Harpia Pretendente Neófita Bianca dos Lasombra,

  • O Ancião De Veronese dos Lasombra,

  • A Neófita Isadora dos Toreador,

  • A Anciã Lembrada Isaura dos Mla Watu dos Hecata,

  • O Ancião Lembrado João Coveiro Samedi dos Hecata,

  • A Anciã Lembrada Sara do Minisério,

  • O Néofito Brian dos Caitiff verdadeiro, se é que este também não sumiu

  • E o verdadeiro Rafael Schliemann, o Último Ravnos (se é que este realmente existe).




0 visualização

© 2018 por Rio V5 LARP.  URL: www.riov5larp.com  |  E-mail: riov5larp@gmail.com  |

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco